quinta-feira, 24 de março de 2016

Sermão do monte: A vida em família e sociedade - parte 2

No dia 31 de maio de 2015, escrevi um editorial no boletim dominical resumindo virtudes do caráter cristão ensinadas por Jesus no sermão do monte. Foram abordados: Pobreza de espirito, quebrantamento de coração (chorar), mansidão, fome e sede de justiça e misericórdia (Mt 5.3-7). Hoje trataremos das outras virtudes que compõem a lista de beatitude do sermão do monte: Limpo de coração, pacificador, disposição de sofrer por causa da justiça (Mt 5.8-12).
1.    Como ser limpo de coração (Mt 5.8) contribui para um relacionamento saudável em família e sociedade? O limpo de coração é aquele que não se coloca na condição de juiz das pessoas, por entender que também está vivenciando um processo de transformação de vida. O limpo de coração é aquele que busca relações justas, corretas, verdadeira. O limpo de coração é aquele que tem acesso a Deus por meio do sangue purificador de Jesus. Reflete o caráter de Deus que é santo.

2. Como ser pacificador (Mt 5.9) contribui para um relacionamento saudável em família e sociedade?O pacificador trabalha para unir as pessoas, levando a reconciliação onde há desavenças. O pacificador é aquele que está disposto a pedir perdão e liberar perdão. O pacificador é aquele que prega as boas novas transformadora, que é o evangelho da paz.

3.    Como a disposição de sofrer pelo evangelho (Mt 5.10-12) contribui para um relacionamento saudável em família e sociedade? Aqueles que sofrem perseguição tem a oportunidade de declarar a sua lealdade a Jesus. Aqueles que sofrem por amor ao evangelho, contribuem para o bem estar daqueles que virão depois. A morte de Estevão contribuiu para a conversão de Saulo que se tornou Paulo. A morte do pastor batista Martin Luther king Jr. em 1968, que lutou pelos direitos civis dos negros, beneficiou milhares de pessoas.
Minha oração é que Deus por meio de seu Espirito Santo gere em nossas vidas e relacionamentos as virtudes ensinadas por  Jesus no sermão do monte.
Na confiança do Eterno,
Pr. Diêgo
Texto publicado no boletim da PIB Ibirité dia 28 de junho de 2015