sexta-feira, 25 de março de 2016

O culto comunitário

“A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria, instruindo e admoestando-vos uns aos outros com salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão louvando a Deus em vossos corações. Tudo quanto fizerdes, quer de palavras quer de obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” (Cl 3:16,17)

O culto cristão é o tempo de serviço a Deus em comunidade, através do uso dos talentos e dons espirituais para a edificação da igreja, que é o corpo de Cristo. É importante ter em mente que Cristo é o cabeça da igreja, dEle vem a voz de comando, por isso a palavra de Deus precisa habitar ricamente em cada um dos seus membros.

Vivemos em tempos onde o individualismo tem reinado em muitos corações, onde as pessoas afirmam: “não preciso da igreja”, “não preciso congregar”, “posso buscar a Deus em casa”, “eu sou a igreja”, essa perspectiva é uma redução da mensagem do evangelho, não encontramos nas Escrituras nenhum encorajamento nessa perspectiva. Um corpo dividido é um corpo morto! Aqueles que estão presos no individualismo, recomendo que leiam os mandamentos de mutualidade onde sempre ocorre a expressão: “uns aos outros”. Em tempos de esfriamento espiritual somos exortados pela carta aos Hebreus 10.25: “Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.”

No culto comunitário podemos expressar o nosso louvor e gratidão a Deus, e ser fortalecidos pela Palavra de Deus. É o tempo em que somos desafiados a vencer o egoísmo, individualismo, orgulho, é o tempo em que reunimos como corpo de Cristo em torno da mesa da ceia do Senhor, relembrando da morte de Cristo e do derramar do seu sangue que nos comprou e nos reconciliou nos fazendo filhos de Deus, irmãos e membros uns dos outros. Quero te convidar a participar e encorajar outras pessoas a participarem do culto em comunidade.

Na confiança do Pai,
Pr. Diêgo